Noodles de arroz integral com feijão e cogumelos


Num fio de azeite deitei cebola picada, alhos esmagados, alho francês em rodelas, pimento vermelho picado e tomate, com uma folha de louro e várias especiarias.

Juntei o feijão cozido, a água de cozer, os cogumelos e os noodles ao abrir fervura.
Dois minutos depois apaguei o fogão e em dez minutos estávamos à mesa a saborear uma refeição rápida (tenho sempre feijão, grão e lentilhas cozidos e congelados na própria água de cozer) saudável e nutritiva.

Mousse de chocolate vegan

Muito simples e rápida de preparar.

1 banana cortada e congelada
1 abacate
2 colheres de cacau magro
leite vegetal

Juntei no processador todos os ingredientes e fui juntando leite vegetal até conseguir a consistência de mousse.

Enfeitei com sementes de girassol, côco laminado e pepitas de chocolate negro.

Refeição rápida


Cozi grão, cozi os noddles de arroz,  e fiz um molho de tomate com bastantes oregãos e cominhos.
Refeição pronta!

Cozi grão a mais  para a sopa do jantar (puré de grão com espinafres)

Bolo de caneca


Também aderi ao bolo de caneca. Por ser rápido, ficar sempre bem e ser super saboroso.
Só faço esta receita por ser a que experimentei e gostei tanto que preferi não alterar nada.

Numa taça pus dois quadrados de chocolate negro e uma colher de sopa de óleo de coco.
Levei ao micro-ondas só para derreter e assim que arrefeceu juntei uma gema, 2 colheres de sopa de farinha de aveia e uma de arroz.
Uma pitada de bicarbonato de sódio e a clara em castelo.
Levei novamente ao micro-ondas dentro de uma chávena almoçadeira durante um minuto.
Retirei, coloquei num prato com um pedaço de chocolate em barra por cima que derreteu com o calor do bolo.
Acompanhei com morangos.

Húmus de couve-flor


Na misturadora juntei o grão cozido com a couve-flor igualmente cozida, sal, pimenta preta, corcuma, gengibre ralado, cominhos, oregãos, sumo de um limão e coentros.
Deixei desfazer  até obter uma pasta.
Serve de base ou acompanhamento para qualquer prato.
Este húmus foi para o nosso lanche acompanhado com uns nachos de quinoa.


Variação: substituir a couve-flor por brócolos, abacate ou beterraba.

Sobremesa rápida de aveia


Pus um copo de leite vegetal a ferver com uma colher de corcuma, uma colher de canela e três colheres de aveia miúda.
Depois de arrefecer juntei um fio de geleia de agave e mexi para ficar cremoso.
Deitei um pouco da aveia dourada no fundo de cada taça com duas colheres de sopa de iogurte de soja natural e polvilhei com cacau em pó.

Arroz integral colorido


Um excelente acompanhamento, o arroz integral limpa o organismo e tem muitos nutrientes.

Pus dois dentes de alho esmagados e um ramo de coentros picados num tacho com um pouco de azeite e uma pitada de sal.
Deitei o arroz bem lavado e demolhado durante uma hora.
Deixei fritar um pouco mexendo sempre e juntei devagar água a ferver suficiente para cozer o arroz, ervilhas e cenouras pequenas.
O arroz integral leva mais tempo a cozinhar para ficar tenro e varia nas várias qualidades e tamanho do grão, por isso vou mexendo e controlando a cozedura.
Quase no fim adicionei gengibre ralado, uma colher pequena de corcuma, uma pitada de pimenta caena e cominhos.
Ainda tinha alguma água para absorver quando retirei do lume.
Assim não fica cozido em demasia e cresce enquanto absorve o resto do líquido.

Feijoada vegan



Demolhei o feijão por 12 horas em água abundante e uma colher de chá de bicabornato de sódio.
Cozi o feijão depois de bem lavado e reservei.
Deitei um fio de azeite, meia folha de louro, muita cebola, alhos e tomate picados num tacho em lume brando.
Depois  de estufar um pouco juntei cogumelos laminados, brócolos em raminhos, folhas de couve e um pouco da água de cozer o feijão
Temperei com vária especiaria: cominhos, oregãos, pimentão, corcuma, pimenta caena e um pouco de sal.
Quando tudo ficou tenro, juntei o feijão, um pouco da água da cozedura e coentros.
Envolvi e deixei por mais dois minutos para o feijão tomar gosto.
Servi bem quente com arroz integral cozido.

Bolonhesa de tofu


Comecei por cozer a massa, massa de grão de bico e esmagar o tofu com uma pitada de sal e pimenta preta.
Fiz uma vulgar tomatada, deixando o tomate em pedaços maiores.
Juntei o tofu, oregãos e curcuma e envolvi no molho de tomate ainda em ao lume.
Deixei secar um pouco e tomar gosto.
Juntei a massa e envolvi suavemente.
Servi com couve portuguesa cozida.

Tofu à Gomes de Sá


Uma cebola grande em rodelas finas, uma folha de louro (retirar o fio do meio) e dois alhos esmagados numa porção generosa de azeite.
Levar a lume brando sem deixar fritar, com coentros picados, sal, pimenta caena ou preta, gengibre ralado e corcuma.

Juntar as batatas e cenouras previamente cozidas em rodelas e o tofu já salteado e envolver tudo durante uns minutos sem deixar secar, ferver ou desfazer os legumes.

Servi com esparregado a acompanhar.

(Pode ser substituído por batata doce e courgetes)

Sopa da Pedra Vegan


Cozi feijão manteiga um pouco mais que o normal de modo a desfazer-se um pouco e deixar um caldo grosso.
Em separado e num fio de azeite estufei em lume brando legumes, sobretudo couve lombardo, nabo e cenouras.
Na água de cozer o feijão cozi massa fusilli de arroz
Num tacho maior juntei tudo e deixei ferver um pouco só para ganhar sabor e incorporar os condimentos.
Além de uma pitada de sal marinho grosso, corcuma, pimenta caena, cominhos, cravinho, colorau e coentros.

Ficou saborosa e picante.